quinta-feira, 26 de março de 2009

Entrada em vigor de (desa)acordo ortográfico.

Aplicação das novas regras deverá começar na documentação oficial do Estado
Acordo Ortográfico poderá ser implementado em Portugal e Cabo Verde a 5 de Maio


Portugal e Cabo Verde deverão iniciar a implementação do Acordo Ortográfico a 5 de Maio, embora a data seja ainda "meramente indicativa" e possa ser "alterada", disse hoje à Agência Lusa o ministro da Cultura cabo-verdiano.Manuel Veiga explicou que os dois países têm estado em negociações para que o Acordo Ortográfico seja implementado, na documentação oficial, ainda no primeiro semestre deste ano, como já tinha referido à Lusa o seu homólogo português, José António Pinto Ribeiro, durante a visita oficial que o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, efectuou a Cabo Verde, de 12 a 14 deste mês. Manuel Veiga avançou que a decisão foi tomada conjuntamente com José António Pinto Ribeiro, tendo ficado decidido que os dois países agendariam a implementação para 5 de Maio, "data meramente indicativa", insistiu, por ser o Dia da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). "Nós, em Cabo Verde, estamos a preparar o diploma relativo à entrada em vigor do acordo, que deverá seguir em breve para o Conselho de Ministros para aprovação e, só depois, iniciaremos a implementação. Estamos ainda em negociações com Portugal. Mas só posso dizer que esta data é indicativa, ela pode ser alterada", explicou. A 12 deste mês, durante a estada em Cabo Verde, José António Pinto Ribeiro disse à Lusa acreditar que a entrada em vigor do Acordo Ortográfico nas instituições oficiais poderia ser uma realidade em Cabo Verde e em Portugal até ao final do primeiro semestre. "Não tenho dúvida nenhuma [que Cabo Verde vai oficializar o acordo]. Nesse domínio, temos um grande entendimento e acreditamos que, ainda no primeiro semestre deste ano, vamos pôr em vigor na documentação oficial tudo o que é o Acordo Ortográfico", referiu na altura o governante português.

Público


DECLARO PARA OS DEVIDOS EFEITOS, QUE NÃO CUMPRIREI O ACORDO ORTOGRÁFICO, POIS A LÍNGUA PORTUGUESA SÓ HÁ UMA, AQUELA QUE SE FALA EM PORTUGAL À SÉCULOS, E NÃO ME SUJEITO A ORDEM DE ESTADOS ESTRANGEIROS SUPOSTAMENTE " IRMÃOS" .

3 comentários:

Nuno Veras disse...

Apoiado... Aliás, eu nem concordo com as mudanças porque o nosso português "de há séculos" foi a lingua original do português dos "países irmão" e como tal temos que o presesver!

Vão passar a dizer "de fato sou lindo" o que nos provoca a confusão se "de fato vestido somos lindos" ou se "de facto sou uma pessoa linda"!

Isto é s´´o um pequeno exemplo! Brevemente farei também uma crítica no meu blog!

BJS e se precisares fundamos um Movimento Contra o Novo Acordo Ortográfico ou até se pode chamar o Movimento NAO (Novo Acordo
Ortográfico)

ergela disse...

Épa vamos a isso! Quem defender o único património genuíno português. Há duas coisas que fazem parte da identidade de cada povo: a língua e a sua história, triste é o país que perde estes valores, é um pária no seio da comunidade nundial.
AH! Ergela é do género masculino é só um promenor importante.

Abraço e obrigado pela visita, volte sempre.

carla mar disse...

AHAHAHAHAHAHAHAAH :D

Adorei os beijos do Nuno para ti!
Já respondi, lá no meu estaminé, á tua indignação :)
Não vou cumprir o acordo.

Beijo meu :)