quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Detesto o pantâno onde "xafurda" o futebol português.



6 comentários:

Berdades disse...

E ainda aqui vamos!

Dylan disse...

Desde há alguns anos a esta parte...
Largos dias têm 25 anos!

S* disse...

Isso é RIDÍCULO.

maria teresa disse...

Pântano não é um nome muito suave?
Abracinho

ergela disse...

Berdades, por este andar da nossa justiça nunca vamos sair daqui.

Dylan, quem exerce o poder à tanto tempo, a tendência é para estas coisas, quando se mistura política e futebol, é de quem não tem mais nada para dizer. Por isso digo que o nosso futebol é " xafurdisse" independente do clube que seja, agora neste caso, já o povo diz : "nunca hà fumo sem fogo".

S* não vou entrar em polémica contigo por um assunto destes, desculpa !

Teresa, "pântano" é um adjectivo muito fraco para classificar o nosso futebol, por isso se vê as assistências nos nossos estádios (veja-se outros campeonatos, nomeadamente o espanhol e o inglês).

Beijos e abraços

pepita chocolate disse...

Quanto ao FCP e ao seu presidente, nem apetece falar... senão havia tanto para dizer e nada de novo, ou que ninguém sabe.

Apesar da ligação que queres fazer entre a pessoa e a música, vou mesmo ignorar a primeira parte, como faz a jusiça, e apreciar a segunda.

Pessoalmente, prefiro a versão do Freddy Mercury. Gosto da música!

Quanto ao não vir aqui mais vezes, acredita que não tem a ver com má vontade, nada disso. É mesmo falta de tempo. Há duas semanas que não comentava nada de blogues e só tornei a fazê-lo na quinta e enquanto o sono não chegou. Poco mai tempo consigo dedicar ao meu blogue, que escrever os meus textos, que me servem de terapia, e publicar os comentários. Não que deva alguma satisfação, mas achei que o devia fazer, para que entendas que não é mesmo má vontade.

Não posso deixar de agradecer a tua vinda ao Queque e o teu depoimento. No foto-jornalismo há grandes obras de arte! Podes aparecer sempre que quiseres, eu vou aparecendo, sem promessas. Quando posso... e não sabes a pena que tenho de não ter tempo para visitar todos os que gostaria.

Beijoca