quinta-feira, 23 de abril de 2009

Sons de Abril





MANUEL FREIRE

2 comentários:

Emigrante disse...

Olá Ergela!

Chegar completamente "exaurida" ao hotel, depois de quase uma semana em trabalho, fora do habitat natural e ouvir este som, que só é o poema que mais me toca, nesta interpetação perfeita, é quase como atingir o "paraiso".
Não tenho palavras para descrever o prazer que me proporcionou.

Obrigado
Bjs
Teresa

ergela disse...

Ainda bem que te agradou Teresa, e se ajudei a descontrair ainda mais contente fico, porque é para isso que tenho o blog e, me esforço todos os dias para agradar cada vez mais ao meus leitores.

Não têm que "obrigadar" nada, aceita um beijo meu.