segunda-feira, 12 de abril de 2010

O xadrez da vida.




Há quem viva como estivesse a jogar xadrez. É uma maneira calculista de viver, eu vivo mais com o coração, se canhar é por isso que já perdi tanta coisa na vida, mas não me importo, acordo todos os dias de conciência tranquila.

2 comentários:

anaferro disse...

Não imaginas como me identifico hoje com o teu post.

Porque hoje quando tento pensar que não perdi, que apenas ganhei essa consciência tranquila, vem a tristeza... Há dias em que o optimismo se vai pelo ralo da banheira. Hoje é um desses dias.

Porque há quem viva pensando em si mesmo apenas e magoa-se os outros porque estes seguem os apelos do coração. Há que viva com um cruel cálculo e pise quem arrisca tudo pelo coração.

Beijinhos... e um bom dia :)

maria teresa disse...

Eu também vivo com o coração...e não tenho perdido muito com isso, o meu lado racional, sem jogar, controla de certo modo alguns impulsos.
Abracinho