segunda-feira, 17 de maio de 2010

Por estes dias, só me apetece gritar.


5 comentários:

anaferro disse...

E por vezes, quando a vida não nos deixa outra alternativa e nos põe no caminho agonias, gritar, explodir, é a nossa libertação.

Desabafa com a tua querida natureza, ela neste momento terá o ar que precisas respirar.

Um grande beijinho e os votos para que passem as nuvens :)

maria teresa disse...

E porquê? Posso saber?
Espero que sejam momentos de passagem muito rápida!
Abracinho

Checa disse...

Há dias assim! Acontece-me imenso, aliás é uma expressão que utilizo muito...:)


Beijinho

ergela disse...

Pois é Ana, já arranjei o meu espaço na natureza para dar voz aos meus pulmões.

Teresa mais uma vez, sempre atenta e amiga. Era uma história muito comprida para contar aqui, obrigada pelo cuidado.

Checa, é da vida.

Beijos a todas.

anaferro disse...

Vim aqui ver se havia ecos de melhoras... espero mesmo que sim...

Deixo mais um beijinho grande... e força... :)