sexta-feira, 28 de maio de 2010

Figuras particularmente tristes.


Eu bem sei o que são as modas, também já passei por elas, algumas a esta distância, eram completamente parvas, mas esta, é particularmente estúpida. Não deixem que os vossos filhos façam figuras tristes. E agora não digam que não sabiam de nada.

10 comentários:

Lady Me disse...

Detesto esta "Moda" :S

Lady Me disse...

Ah... Ergela é alegre ao lido do fim pro princípio! Que giro

mademoisellejoanne disse...

nao gosto nada disso =X

Leca disse...

...essa moda é coisa mais feia que eu já presenciei...pura falta de elegância...
beijos
Leca

mjf disse...

Olá!
Os putos têm a sua época da parvoice !!!
Nós já tivemos a nossa :=))

Beijocas

anaferro disse...

Por acaso não sabia dessa explicação antes de ter visto nas notícias a propósito de um caso de agressão numa escola nestes dias. Mas penso que, como qualquer moda, começa com um propósito e depois espalha-se sem qualquer conotação com a origem. Mas que é triste, isso é. A roupa interior, por algum motivo, tem o nome de interior!!

Beijocas... e espero que estejas bem :)

ergela disse...

Lady Me a moda é moda, agora penso que (não contaram a história toda) aos "piquenos" se assim fosse, não estou a ver álguem com um mínimo de juízo andar nestes preparos.
De facto Lady Me trata-se de um anagrama.
mademoisellejoanne; Leca; mjf e Ana há outras modas completamente estúpidas é o caso dos chapéus e brincos e, cortes de cabelo "à vedeta da bola", ou tipo "chunga", é uma questão de mentalidades e ausência de valores na fonte onte este processo deveria começar : em casa.
Eu, também como penso que a maioria das pessoas da minha geração, também usei calças à "boca de sino"; sapatos de tacão com o mínimo de 10 centímetros, óculos escuros de uma marca muito conhecida (que agora curiosamente voltou-se a usar), mas tenho a sensação que a minha geração, mesmo assim era mais consciente daquilo que estava a fazer. Esta questão mais que uma questão de moda é uma questão de ausência de valores.
Um beijo a todas de agradecimento.

anaferro disse...

Eu concordo com o que dizes. Mas dantes a moda não era apenas e só moda. Era tudo condicionado pela própria época, uma época de rasgar de amarras. A juventude tinha outros ideais, mas a altura obrigava a isso, penso eu, muito mais do que agora. Tratava-se de uma questão de conquista de liberdades.

Neste momento, a liberdade é tanta, que chega a confundir-se com libertinagem. A juventude não tem incentivo a mudar nada pois anda bem, preocupados com o seu cabelinho da moda, as calças a mostrar os boxers D&G e o seu brinco à CR... É uma crise de valores, sim. Concordo perfeitamente com isso. E apostava numa juventude mais interventiva, gostava de viver num país assim, certamente não estaríamos na real caca que estamos.

E, como dizes, penso que a educação que se inicia em casa muitas vezes falha. Mas depois a sociedade acaba por fazer o resto.

Beijocas e muito bom fim-de-semana :)

ergela disse...

Ana assino por baixo todo o que disses-te.

Um beijo.

maria teresa disse...

Há adultos que fazem outras equivalentes...n-ao culpem só os jovens de hoje.
Abracinho